repórter

textos de Augusto Baptista

31 octobre 2006

Invicta?

No coração do Porto, várias fachadas acordaram amortalhadas por painéis descomunais em exaltação da cerveja. É o reino do lúpulo a desfraldar bandeiras na pátria das uvas. De Capital do Trabalho, desde tempos recuados, o Porto passou, em 2001, a Capital Europeia da Cultura. Em 2002, abre-se a novos desafios: Capital Nacional do Copo. De cerveja. AB   In Notícias Magazine de 29 de Setembro de 2002
Posté par teodias à 17:44 - Commentaires [0] - Permalien [#]

31 octobre 2006

Ocasos portuenses

Ao lusco-fusco, de regresso a casa, vejo um fulano no passeio, a aproximar-se. Pela mão traz uma motorizada e, quando nos cruzamos, aborda-me, visivelmente constrangido:   — Acabou-se-me a gasolina. Se me pudesse...   Mão sem pensar: 1 euro. E continuo o meu caminho, agora a ponderar no embaraço da situação do outro, na austeridade da minha ajuda, nos inesperados contratempos da vida.   Dias passados, anteontem precisamente, ao lusco-fusco, de regresso a casa, vejo um fulano no... [Lire la suite]
Posté par teodias à 11:44 - - Commentaires [0] - Permalien [#]
29 octobre 2006

O essencial

Vi televisores, poltronas, livros, brinquedos, camas, revistas, carros, sanitas, roupa, sapatos, espelhos. Vi de tudo já, no lixo. Vivemos numa sociedade que transforma todas as coisas — todas, incluindo nós próprios — em lixo. Essencial é saber-lhe a qualidade: se sim, se não, biodegradável. AB In Notícias Magazine
Posté par teodias à 23:02 - - Commentaires [0] - Permalien [#]
29 octobre 2006

Salvar o sorriso

Até nós chegaram alguns velhos quiosques do Porto. Refiro-me aos modelos antigos, feitos em madeira, como o que sobrevive, de boa saúde e no activo, no Largo de Mompilher. Só para o ver, falar com o senhor Vergílio Ferreira, guardião do espécime, é obrigatório visitar o lugar. No Largo da Ramadinha, mesmo ao lado da Churrascaria América, frente ao jardim de S. Lázaro, aí também existia um soberbo sobrevivente. Restaurado há poucos anos, levou sumiço. Na rotunda da Boavista, encerrado, degradado, agoniza um exemplar... [Lire la suite]
Posté par teodias à 17:03 - - Commentaires [0] - Permalien [#]
29 octobre 2006

Acasos do dia

Conheço um arrumador, diria até que dele sou amigo, tantos os meses que cruzamos presença e as boas tardes, numa das ruas do Porto. Pelo modo como os dias o definham, advinho-a nas malhas da droga. Esta semana, num dos nossos cruzamentos, no passeio havia altercação: um fulano, vermelhusco, trôpego nos gestos e na voz, queria varrer à estalada a mulher, a mãe da mulher, o mundo. Foi então que o meu amigo me olhou, baço, judicioso: — O álcool é fodido!   AB  In Notícias Magazine n.º 531 -... [Lire la suite]
Posté par teodias à 08:59 - - Commentaires [0] - Permalien [#]
28 octobre 2006

Parlez vous Français?

Junto ao n.º 147 da Praça da República, um pouco acima do nível do passeio e encravada na frontaria esbranquiçada do prédio, uma caixa clara. Na tampa, ruídos visuais garatujados a negro e, em discreto relevo sob uma chama estilizada: VANNE GAZ. Descaído à esquerda, em círculo: EN CAS DE DANGER ENFONCER et POUSSER LE BOUTON ROUGE. À senhora do 1.º andar, perguntámos o que era aquilo e o que lá estava escrito. «É a caixa do gás». Mais não sabia, nem lhe interessava: «No prédio só o 2.º e o 3.º é que usam. Eu tenho... [Lire la suite]
Posté par teodias à 22:57 - - Commentaires [0] - Permalien [#]

26 octobre 2006

Bobi, rua!

O cartaz afixado no expositor público questiona-me: «Já alguma vez foi abandonado?» A ilustrar a pergunta, a cara de um jovem quase de perfil, entre dedos um olho a espreitar, num desespero de luz. De luz, mas luz exterior. Luz a que falta o fulgor inimitável que vem de dentro, o alarme que ressurte nos olhos dos aflitos. Nos olhos dos abandonados. Nos olhos dos cães, nos olhos dos gatos a quem os donos nas férias dão pontapé. E que vadiam por aí essa luz de verdade, nos olhos. Tão os olhos dos meninos perdidos dos... [Lire la suite]
Posté par teodias à 14:18 - - Commentaires [0] - Permalien [#]
26 octobre 2006

Triângulo amoroso

O caso nasceu assim: no âmbito do Porto 2001, foi decidido remodelar a zona do Campo dos Mártires da Pátria, junto à torre dos Clérigos. Vai dai, resolveram deslocar a estátua ali erigida ao bispo do Porto, ilustre figura: D. António Ferreira Gomes. «Queriam pô-lo mesmo em frente à nossa porta», queixa-se Custódio Ribeiro, técnico da "Farmácia Antiga da Porta do Olival". O gerente da vizinha "Confeitaria Muralhas", Aníbal Fonseca, queixa-se exactamente do mesmo. E começou o jogo do empurra: a ... [Lire la suite]
Posté par teodias à 07:14 - - Commentaires [0] - Permalien [#]
25 octobre 2006

Contra os peões, marchar, marchar!

Os passeios são território do peão, convencionou-se. Mas, da teoria à prática, vai a distância do sossego ao sobressalto, da paz à guerra. Nos passeios alçam-se carros, motociclos, bocas de incêndio, camiões, bicicletas, postes, tabuletas, caixas eléctricas, placas, escavadoras, sinais de trânsito, cabinas telefónicas, depósitos de lixo, valas, parquímetros, andaimes, vidrões, sanitários, mecos, buracos, protecções, canos, tapumes, redes, candeeiros, cercas, calhaus. Calhaus, com vossa licença, até de cão. ... [Lire la suite]
Posté par teodias à 22:13 - - Commentaires [0] - Permalien [#]
25 octobre 2006

Afectos descartáveis

Apareceu-me um dia destes à borda do passeio, mesmo em frente ao Hospital Militar do Porto. Lindas rodas brancas, pedais cromados, assento largo como dorso de pónei, e um volante-guiador — auréola negra por cima do manípulo das mudanças: um triciclo! Um triciclo como eu nunca tive, no lixo! Parei a remirar a peça, desejo de pedalar a corroer-me. E conjecturei sobre o que terá levado alguém a atirar ao lixo um brinquedo assim. Será que os pais... Será que os pais já lhe terão dado o carro?   AB  ... [Lire la suite]
Posté par teodias à 00:02 - - Commentaires [0] - Permalien [#]