repórter

textos de Augusto Baptista

24 octobre 2006

2001: o fogo e as cinzas


Com o Porto capital europeia da cultura em 2001, mistério foi o porquê de entre tantos projectos, anunciadas reabilitações, parques de estacionamento, fogo de artifício, não ter havido um níquel que permitisse arrancar com a recuperação do edifício-sede da Associação dos Jornalistas e Homens de Letras do Porto.

Prestigiada casa de cultura, fundada em 1882, mau seria que continuasse a penar na decrepitude de um prédio cuja sombra se projecta sobre o fulgor da retemperada Praça financeira D. João I, na vizinhança da torre da Câmara.

 

AB

 In Notícias Magazine n.º 530 – 21 de Jul 2002

Posté par teodias à 10:16 - O Tempo e os Modos - Commentaires [0] - Permalien [#]

Commentaires

Poster un commentaire