repórter

textos de Augusto Baptista

21 septembre 2006

A Ferra da Cabreira

  A Ferra da Cabreira 1   Com a chegada dos dias grandes e quentes, os criadores de Vieira do Minho juntam as eguadas garranas da Cabreira e, na cerca de Cantelães, organizam a Ferra. Um rito anual que marca a fogo o corpo dos cavalos e a vida dos homens.   Augusto Baptista   Avança a corta-mato, entre tufos de carqueja e urze, vegetação rasteira. — Carriça! Carriça!  A voz, o vulto que caminha na serra traz uma saca de milho entre mãos a remexer, rumor apetitoso.... [Lire la suite]
Posté par teodias à 07:41 - Commentaires [0] - Permalien [#]